MURAL TIAGO DINIS

O mar, a praia, o labor. Os rostos marcados pelo tempo, pelo sal, pelo sol. Marcados pelo esforço, a bravura e a valentia de quem enfrenta a Natureza no seu esplendor para poder sobreviver. Formaram uma tradição, uma lembrança que nos cabe a nós, herdeiros do seu conhecimento e práticas, transmitir e plasmar como um ónus genético que não podemos apagar. Em pleno século XXI, com a globalização social e económica, cabe-nos a nós o seguimento antropológico das pequenas comunidades com grandes estórias. Nós, uma nova geração, que tem de relembrar o passado através de marcações contemporâneas. Desta forma e com este propósito nasce esta projeção de pescadores de meia idade, trabalhadores do mar que ainda hoje produzem o labor herdado aos seus antepassados. Surgem de mãos atadas, com trajes tradicionais representados de uma forma contemporânea, através de linha e mancha, essa mesma linha e mancha que forma os seus instrumentos de trabalho, aqui representados por cores reminescentes à paleta cromática tradicional desta Arte popular, a Xávega. O traço, esse demarcador, elaborado de uma forma mais expressiva, remete para a violência da profissão e a coragem à qual a mesma obriga. É um traço de marcação e não de embelezamento uma vez que, para tal, existe a crueza da representação que, tal como a prática representada, tem uma beleza própria, oriunda da colaboração de todos os seus participantes.


Notice: Undefined offset: 0 in /home/catraia/public_html/wp-content/themes/ohio/parts/elements/nav_posts.php on line 7

Notice: Trying to get property 'ID' of non-object in /home/catraia/public_html/wp-content/themes/ohio/parts/elements/nav_posts.php on line 7
Utilizamos cookies para uma melhor experiência.